terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Imagens


Tua dança
Do ventre
Imaginária
Me provoca
Sérios arrepios.

Teus seios
Tal flechas
Miram
Meus olhos
Fixos
De cristal.

Teu galopar
Da utopia
É o martelo
Alagoano
Que a baiana
Nos mandou
De Maceió.

PISA DE CIPÓ DE CANSANÇÃO

( No espinhaço dos ladrões desta Nação ) Na esquina, um pipoco... Eco do topo da pirâmide, Das árvores mal plantadas Para fru...