terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Imagens


Tua dança
Do ventre
Imaginária
Me provoca
Sérios arrepios.

Teus seios
Tal flechas
Miram
Meus olhos
Fixos
De cristal.

Teu galopar
Da utopia
É o martelo
Alagoano
Que a baiana
Nos mandou
De Maceió.

Limite dos sábios

Bem ao meu lado Eu não sentia você Que agora está com o rosto colado Para assistirmos tevê. Tomarmos um banho, um café... n...