terça-feira, 30 de agosto de 2016

A crise crazy


Como é bom que já é outro dia
A madrugada estava mesmo fria.
Quando anoitece para se acordar
Buscam secos papelões pra esquentar.

E como é repetitiva a rua, e tão livre;
A vadiagem também é ócio criativo.
O dinheiro é que não foi bem bolado,
Qualquer um precisa de um trocado.

Nas avenidas principais buzinam atenção
De estar num carro possante e sem tesão.
Cada um dá um pouco do que tem em si;
O que é bom pra você tem que ser pra mim.

Que bom que vai entardecer e o sol se por;
Mais uma jornada de uma roda giratória,
Do agradecer pelo aperreio do trabalho...
E jamais decretar qualquer dívida moratória.


Essa crise crazy vai passar!!!

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Em água e óleos


O dinheiro ficou mais barato
Só não tá dando nos cachos.
Nossos gastos estão mais caros
E a vida só aumenta o trabalho.
Mexe numa parte do salário,
E deixa a gente a desejar...

No carnaval, a gente conserta.
Ando na ciclovia com a bela bicicleta.
Na cidade, só nos trechos que têm rio.
No Ano Novo melhora, eu vou ser atleta.
Vou consertar o quinto chacra róseo
Vou procurar a unção em água e óleo.




(Cristiano Jerônimo)

Os mouros do sertão

Eu sou do solo do pé rachado. Onde hidratante não dá jeito. Sou pé trincado do próprio solo; Do colo da flor que brota no leito. ...