sexta-feira, 12 de junho de 2009

Nosso encontro


Jair Martins


Tudo estava preparado.
Nas campinas, a relva deixava no manuscrito do verde
a serenidade de um aconchego.
No vento, mensageiro do perfume doce do terno dia,
o futuro do envolvimento das nossas vidas.
E o relógio do tempo obediente as badaladas do destino
já marcara o nosso encontro nas encruzilhadas da vida,
tendo como bússola o coração.
Era chegada a hora ideal das nossas vidas cruzarem-se.
No ponteiro maior que corre os minutos e os segundos,
contava a nossa emoção.
No ponteiro menor, superior e impoluto do inteiro,
estava prescrito o certo da nossa paixão.
Qual som de sinos a tinir, nosso encontro aconteceu
soando um despertar de aurora
cintilante amor que renasce
como antídoto ao abrolhos cortizantes
rebentados no coração abandonado.
E neste ajuntamento
que o tempo prescreveu à hora marcada,
nos encontramos.
Agora, corre a carretilha do relógio tempo,
dando todo o tempo, ao tempo do nosso amor.
Antes de haver mundo, nasci para ti.....
EU apenas, tornei a achar-te.

(Dedicado aos queridos Meri Rezende e Cristiano Jerônimo Rezende)

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Grandioso lançamento dos Cem poetas Sem livros no IMC, qui0907, às 19h


O recital da antológica coletânea de autores estreantes de Pernambuco promete juntar muita poesia.

No Instituto Maximiano Campos (IMC), na rua do Chacon, 335, é uma rua entre o CPOR e a Praça de Casa Forte:

* Entra no sentido contrário (esquerdo) para quem vai no sentido cidade-subúrbio
* Entra no mesmo sentido (direito) para quem vai no sentido subúrbio-cidade.

Os contraditórios

( Vamos lá! ) Os psicotrópicos, A contradição. Esses propósitos Uma outra ação Positiva! Altiva, Umalternativa. Uma s...