quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Em segundos


(a Cristiano Jerônimo)

Os minutos se inteiram
Vagarosamente...,
a ansiedade me envolve os sentidos e
Incansavelmente acompanho
cada fração de segundos como se fosse máquina.

Como se fosse máquina
relembro
Cada tom de voz,
Cada olhar insaciável,
Cada dito e escrito,
A tua filosofia humana.

E eu que penso na utopia,
ao virar-me
para seguir o caminho de casa,
Posso ser engolido pelo mar...


Por Hayanna Ramalho – Custódia-PE

2 comentários:

PISA DE CIPÓ DE CANSANÇÃO

( No espinhaço dos ladrões desta Nação ) Na esquina, um pipoco... Eco do topo da pirâmide, Das árvores mal plantadas Para fru...