domingo, 1 de novembro de 2009

Mata do Prata


Todos intelectuais
De pernas cruzadas.
Entre um trago e outro,
Falavam em poesia,
Verso e prosa;
Filosofia;
Direito, sociologia...

Além da metafísica,
Dois prédios já invadem
Concretamente a Mata do Prata.
Na medida imediata do impossível,
Seqüelas se transformam em cura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os mouros do sertão

Eu sou do solo do pé rachado. Onde hidratante não dá jeito. Sou pé trincado do próprio solo; Do colo da flor que brota no leito. ...