domingo, 13 de novembro de 2016

Dar sem ter


Que a taxa é alta pra se viver,
Você tem visto...
Dinheiro que é bom, passaporte,
Não tenho visto...

E viver, mesmo que renuncies
A tudo... Tem que pagar para ver...
Tem que ter alquimia, sobreviver,
Para ver, na vida, o outro lado da agonia.

O cartão de crédito da emoção
Só aceita cash e débito.
Eu, talvez, não possa comprar
O que chamam de salvação...

Mas posso dar do pouco que tenho,
Ajudar aos amigos e desconhecidos
Para poder ficar mais convencido
De que ninguém pode dar sem ter.

Assim como ninguém pode ter sem dar.



(Cristiano Jerônimo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CÉU DE ANIL

Bem que sou mesmo palhaço Mas não faço graça para qualquer um. Ao ponto de qualquer estilhaço, Corro com todos; corro só um... ...