sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Quanto dura e quanto vale

Senti que o frio foi embora
E não há mais o que aquecer.
Outros lençóis me descortinam
Outro amor me desatina a ver.

Descobrir o quanto dura
E o quanto vale um amor.
Descobrir o quanto dura
E o quanto vale o amor...

Incomensurável régua
De desatinos e imbróglios;
Eu sei que nasci para isso,
Construir o meu paraíso.

Não sou de contramão.
Um casal socorreu
Um motoqueiro
Caído.
Levou ao hospital
E tudo fez.
Será que a gente
Faz isso toda vez?
Não. Claro que não,
Eu respondo
E pronto.

Descobrir o quanto dura
E o quanto vale um amor...
É descobrir quanto dura
E quanto vale o amor.



(Cristiano Jerônimo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Um cangaço de afeto

Sede na subida da serra, Água de cabaça pra beber. E a capemba do caldeirão Vem do pé de coco catolé. Esses brejos de altitud...