sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Rir no Crítico

Ao Mestre Ariano Suaçuna (era com “Ç” o nome do seu pai)



Um homem
que brincava
com as palavras,
de forma mágica
e de um tutano
de fazer inveja
a Beltrano e
a Fulano.
E de fazer
Todo um povo
Rir no crítico.







(Cristiano Jerônimo – 24.07.2014)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Um cangaço de afeto

Sede na subida da serra, Água de cabaça pra beber. E a capemba do caldeirão Vem do pé de coco catolé. Esses brejos de altitud...