domingo, 30 de outubro de 2016

Em vão


Um farfalhar de espumas,
Como a onda que quebra,
Arrasta os castelos
De areia e de nuvens...
Um domingo de sol
Ou nublado
De cinzas
Do que fora
Cremado.
Por nada,
Por tudo.
Por pouco,
Por muito.

Por muito
Pouco
Não foi

Em vão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aguerridas e bélicas

Venha entrar Na minha música. Venha provar Da minha poesia, Pra ver o novo dia. Vamos dar as mãos Como crianças Rodar...