quinta-feira, 27 de março de 2008

Minhas influências literárias


- Cante de lá que eu canto de cá – Patativa do Assaré. Me ensinou a valorizar a rima e a retratar a realidade social.
- Zé Limeira da Paraíba, O Poeta do Absurdo, por Orlando Tejo.
- Catulo da Paixão Cearense. (a simplicidade do verso e a musicalidade das palavras)
- Manoel de Barros – Poeta do Pantanal. O lúdico essencial
- O Despertar dos Mágicos, Louis Pauwels e Jacques Bergier. Introdução no Realismo Fantástico
- Vida e obra dos surrealistas Salvador Dali, Paul Éluard, André Breton. O despejar das palavras
- Arthur Rimbaud (parnasiano e simbolista). A Poesia intimista
- Augusto dos Anjos, Eu e Outros Poemas. A autenticidade.
- Evangelho segundo o Espiritismo, Alan Kardec. O espiritualismo.
- Letras de Geraldo Vandré, Raul Seixas, Belquior, Zé Ramalho, Osvaldo Montenegro, Renato Russo, Lula Côrtes (meu nobre parceiro).
- A vida e o cosmos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Limite dos sábios

Bem ao meu lado Eu não sentia você Que agora está com o rosto colado Para assistirmos tevê. Tomarmos um banho, um café... n...